Tabu – Miguel Gomes (2012)

Logo de início percebemos que estamos em outro regime de imagens, diferente de Aquele Querido Mês de Agosto. Há preocupação com a movimentação dos personagens; predominância de planos próximos, closes e planos-detalhe; suaves movimentos de câmera e um trabalho de montagem mais formal, que por vezes aproxima composições visuais. As diferenças ficam evidentes que colocá-los em uma perspectiva de comparação reduziria qualquer um desses filmes. Mesmo assim, é notável que no primeiro longa prevalece a noção de grupo, e no segundo, a de indivíduo.

Na primeira parte Pilar é uma figura central, servindo como eixo de sustentação do por sua visível sensatez e (nem tão visível) bem-estar. Sua vizinha, Aurora, desesperada e paranóica, carrega Pilar consigo em suas memórias difíceis, a contaminando com seu arrependimento e tornando-a sombria, aturdida.

A segunda parte irá revelar esse passado de Aurora. Outra modalidade de encenação se instaura: há mais grãos na imagem, a câmera treme mais (para dar um ar caseiro), os diálogos são suprimidos, em um uso interessante do som. Quando há música (seja da banda ou tribal) ou ruídos, eles entram na trilha sonora, menos as falas. É como se esses elementos (música e ruídos) sejam perpétuos, sempre existirão, enquanto as falas serão sempre nebulosas, incertas, difíceis de serem tidas como exatas, e então, se perdem no tempo. Destaque também para a poesia e dor das cartas, de uma sinceridade impressionante de ambas as partes.

A memória do mundo, que registra tudo (de acordo com o filme), estaria mais ligada a esses elementos perpétuos, e mesmo que registre os pormenores (as falas) elas são sempre indecifráveis, misteriosas. Há forças agindo por trás/entre (as magias que o filme se refere?) o casal Gian Luca/Aurora e que fogem do controle de ambos, e que invariavelmente levaria a catarse final, onde colidem os acidentes. São essas forças inexplicáveis que movem a trama de Tabu.

One Comment to “Tabu – Miguel Gomes (2012)”

  1. O cinema português é muito bom!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s