Crítica: Rumble Fish – Francis Ford Coppola (1983)

Revi ontem “O Selvagem da Motocicleta” (“o selvagem” é péssimo). Coppola nos traz uma obra pluralista, onde é discutido o papel das gerações (como em Godfather), a insanidade, a degradação física e ideológica, a passagem do tempo e as consequências de atos perante a sociedade.

Rumble Fish é uma colcha de referências, passando pelo western, pelas brigas de gangue (West Side Story), toques surrealistas (os sonhos, as fusões, a experiência de sair do corpo), com uma ambientação que remete aos filmes americanos independentes de 70/80, quando as ruas são lugar de destaque (como o hidrante que remete a Taxi Driver).

A forma é fundamental no filme, prevalecendo planos em perspectiva

um simbólico jogo de sombras

e silhuetas

.

Logo de início temos uma briga em que Rusty James (Matt Dillon) se fere, a partir daí teremos sua fragilidade sempre presente, quando seu irmão, “The Motorcicle Boy” (Mickey Rourke), uma lenda decorrente da sua postura frente ao mundo, levando consigo seu modo de vida e seu caráter, sendo admirado por onde passa, volta a cidade e começa a cuidar do irmão mais novo. Nisso, Rusty sempre perseguirá o patamar de seu irmão mais velho, trilhando um caminho de autodestruição e com ojetivos nada esclarecidos, apenas rebeldia sem nenhuma motivação aparente.

Trata-se de um filme que todos seus artifícios parecem estar perfeita sincronia, um realçando o papel do outro, criando uma obra completa, complexa, profunda e intensa.

G.C.

One Comment to “Crítica: Rumble Fish – Francis Ford Coppola (1983)”

  1. Um cara chamado Hallan Castro disse: “Uma pequena obra-prima sobre a falta de conteúdo da juventude”. Perfeito.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s